O tributo indie ao Raça Negra já está disponível para download

Capa do “Jeito Felindie” com a modelo Marina Garcez, fotografia de Willer Castro e arte de Rafael Gomes.

Raça Negro tem quase 30 anos de estrada, diversos hits na carreira e, agora, um tributo feito pela cena independente. Como vocês já sabiam, o Fita Bruta lançou no último dia 12/10 o “Jeito Felindie”, um álbum com sucessos do Raça Negra com uma releitura feita por artistas “indies”. O projeto foi idealizado e produzido pelo jornalista Jorge Wagner e reúne 12 canções que, se você viveu no Brasil na década de 90, já deve ter ouvido pelo menos uma delas por aí.

Cada músicas é executada por um artista diferente, são eles: Lulina, Vivian Benford, Minha Pequena Soudsystem, Hidrocor, Giancarlo Rufatto, Amplexos, Nevilton, Radioviernes, Harmada, Letuce, Orquestra Superpopular e Nana. E o álbum reúne hits como “Jeito Felino”, “Sozinho”, “Cigana” e “É tarde demais” (veja a playlist completa no final do post).

Contra-capa do “Jeito Felindie”

E pra quem acha que tudo isso não passa de uma “brincadeira”, o Fita Bruta deixou claro que o projeto é uma homenagem séria ao trabalho do Raça Negra:

“É música pop em sua essência. Não é apenas memória afetiva, tampouco ironia. É apenas uma das muitas leituras possíveis da obra de um grande grupo brasileiro.”

Tá ansioso? Escuta aí (para download, clique no link no final do post):

DOWNLOAD – Jeito Felindie – Tributo Ao Raça Negra

(via Fita Bruta)

Por Leandro Gel

Anúncios